Prefeito bloqueado

O MP de Minas Gerais pediu o bloqueio de bens do prefeito eleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, e de sua empresa Erkal Engenharia, num total de quase R$ 3 milhões.

No alvo, está um contrato com o Departamento de Estradas e Rodagens de Minas Gerais.