ACESSE

Prefeitura de São Paulo acusa Coronel Telhada e mais 4 de invadirem hospital

Telegram

A prefeitura de São Paulo anunciou que vai apresentar uma queixa-crime contra cinco deputados estaduais que teriam entrado, sem autorização, no hospital de campanha do Anhembi, ontem à tarde.

Coronel Telhada (PP), Letícia Aguiar (PSL), Adriana Borgo (PROS), Márcio Nakashima (PDT) e Sargento Neri (Avante) negam que tenham invadido o hospital e dizem que estiveram lá, com autorização, para realizar uma fiscalização no local.

“Cinco deputados e assessores invadiram nesta tarde, quinta-feira (04/06), o HMCamp do Anhembi de maneira desrespeitosa, agredindo pacientes e funcionários verbal e moralmente, colocando em risco a própria saúde porque inicialmente não estavam usando EPI e a própria vida dos cidadãos que estão internados e em tratamento na unidade”, acusou a prefeitura em nota.

Segundo os deputados, eles foram autorizados a entrar pelo Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde), que administra o hospital. “Não invadimos nada, mas não vamos baixar a cabeça. A fiscalização vai continuar”, postou Coronel Telhada no Twitter.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Telhada afirma que não há colchões em muitas camas e algumas alas do hospital estão vazias. “Não precisa falar nada, as imagens já mostram. Infelizmente, tudo vazio.”

De acordo com a prefeitura de São Paulo, 804 pacientes estão internados no Anhembi e outros 55 aguardam transferência para o local – cuja capacidade é de 1,8 mil pacientes.

Leia também: O temor da cassação no Planalto

Comentários

  • Adriana -

    PSDB ROUBAR MERENDA, METRO, RODO ANEL, MORIBUNDO E CADÁVER!.

  • VAGNER -

    Disseram que tinha 804 pacientes internados. No video nada aparece. É muita safadeza com o nosso dinheiro. Traidória + Brunocoveiro o que vocês tem a dizer???????

  • Adriana -

    PSDB ROUBA MERENDA, METRÔ, RODO ANEL, MORIBUNDO E CADÁVER!.

Ler 63 comentários