Prefeitura do Rio desiste de construir autódromo na Floresta do Camboatá

Prefeitura do Rio desiste de construir autódromo na Floresta do Camboatá
Foto: Carolina Antunes/PR

A Prefeitura do Rio anunciou nesta segunda-feira (1º) ter desistido oficialmente da construção de um autódromo na Floresta do Camboatá, na Zona Oeste da capital.

Em nota, a prefeitura informou ter encaminhado ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea), na sexta-feira passada (29), ofício em que pede o arquivamento do processo.

“A medida garante a preservação de até 200 mil árvores, num terreno de Mata Atlântica de baixada, uma floresta considerada rara, abrigando espécies em extinção”, diz nota da prefeitura.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere, determinou também, em despacho interno, a reabertura de processo iniciado em 2013 para a criação de uma unidade de conservação na área.

Foto: Jefferson Teófilo/Prefeitura do Rio
“No que depender da Prefeitura, esse autódromo não será construído no Camboatá. Foi uma promessa de campanha do prefeito Eduardo Paes que está sendo cumprida. Na Década da Restauração Ambiental, precisamos falar em recuperar espaços verdes, e não destrui-los”, disse Cavaliere na nota.

Em maio de 2019, o presidente Bolsonaro anunciou a ambição de trazer a Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, e já em 2020. No mesmo mês de maio, o consórcio Rio Motorsports venceu uma licitação para construir um novo autódromo no Rio.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO