Presa há um ano, ex-presidente do TJ-BA recebeu R$ 459 mil

Presa há quase um ano por suspeita de venda de sentenças judiciais, a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do TJ-Bahia, continua a figurar na folha de pagamento do órgão, publica o UOL.

Durante o período de reclusão, Maria do Socorro já recebeu R$ 459 mil, de acordo com dados do tribunal.

“O valor leva em conta o recebimento de benefícios como abonos e gratificações, em valores brutos, sem os descontos da Previdência e do Imposto de Renda. Apesar da prisão e do afastamento da ex-presidente do TJ-BA, os pagamentos não são ilegais.”

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 89 comentários
TOPO