Presidente do BNDES deixará sugestões para facilitar projetos e melhorar segurança jurídica

Dyogo Oliveira, atual presidente do BNDES, vai entregar ao gabinete de transição de Jair Bolsonaro um relatório com as realizações de sua curta gestão e sugestões para a próxima.

Uma das prioridades é melhorar a regulação, para gerar mais segurança jurídica, facilitando o investimento privado e, consequentemente, o financiamento público.

Hoje, há um nó jurídico para financiar setores, como saneamento. A competência constitucional é dos municípios, as empresas pertencem aos estados e os recursos são federais.

Bolsonaro presidente: você precisa entender o que isso significa. Leia AQUI

Outro item importante é a preparação de projetos para financiamento. Hoje, o BNDES tem dinheiro para financiar, mas os projetos que chegam ao banco são mal estruturados.

Uma concessão de rodovia, por exemplo, chega a levar quatro anos para ser lançada.

Dyogo já criou uma área de desenvolvimento de projetos de infraestrutura. “Fechamos convênio com a EPL para dez rodovias que somam 5 mil quilômetros”, disse a O Antagonista.

Ele explica que o BNDES tem interesse em desenvolver o melhor projeto, pois irá financiá-lo. “Isso acaba com os intermediários e evita também que sejam as construtoras a elaborar esses projetos, o que já cria um conflito de interesses na origem.”

 

Comentários

  • MOACIR -

    O povo Brasileiro tem o DIREITO de saber quanto e para onde foi o nosso suado dinheiro dos impostos, queremos saber para

  • EDSONCLAROMEDEIROS -

    Conversa pra boi dormir. O que o BOLSONARO e todos os brasileiros desejam, é que seja aberta toda a CAIXA PRESTA do BNDES desde 1985. Quanto e por que foram emprestado para CUBA, VENEZUELA, GILMAR,et

  • Beth -

    ainda falando em rodovias? Que tal começar a falar em ferrovias? Ou otimizar a utilização dos rios no Brasil????

Ler 44 comentários