Presidente do Corinthians vira réu por crime tributário

A Justiça Federal em São Paulo acolheu denúncia feita pela PGR contra Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, informa a Folha.

De acordo com a denúncia, Sánchez e outros três sócios teriam usado “laranjas” para abrir uma
empresa de embalagens cujo objetivo era camuflar operações financeiras.

Na acusação, a PGR afirma ainda que o presidente do Corinthians e seus sócios teriam omitido receitas de mais de R$ 30 milhões para diminuir os valores a serem pagos a título de IR, PIS, Cofins e CSLL.

Andrés Sanchez também é deputado federal –pelo mesmo partido do hóspede ilustre da carceragem da PF em Curitiba.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. GUSTAVO disse:

    essa praga alem de ter ajudado a destruir o brasil agora quer destruir o meu corinthians

Ler comentários