ACESSE

Presidente da Academia Brasileira de Ciências defende que Teich mantenha isolamento

Telegram

O físico Luiz Davidovich, presidente da Associação Brasileira de Ciências, disse ao Estadão que Nelson Teich terá necessariamente de seguir as políticas de isolamento que Luiz Henrique Mandetta vinha adotando.

Davidovich lembrou o Reino Unido e os EUA, que tinham uma visão diferente do combate ao novo coronavírus e depois deram uma guinada: “Hoje, a situação deles poderia ser melhor se eles tivessem tomado uma atitude mais rígida desde o começo.”

Segundo o físico, não faltam simulações sobre o que vai acontecer se o Brasil abandonar o isolamento. “Não faltam experiências internacionais que mostram que o isolamento vertical não funciona. Não imagino um ministro da Saúde que não siga isso, que não siga a ciência. Se não fizer, será pesada sua responsabilidade quando ocorrer a saturação dos hospitais”.

O presidente da ABC acrescenta: “Ai do governo que tiver de assumir a responsabilidade pelo grande número de mortos que pode ocorrer com isso”.

Leia também: Novo chefão na Saúde: o combate à pandemia vai mudar?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 92 comentários