Presidente da Alerj é investigado por ter empregado pessoas ligadas a agiota

Presidente da Alerj é investigado por ter empregado pessoas ligadas a agiota
Foto: Divulgação/Alerj

O petista André Ceciliano, presidente da Alerj, é investigado por ter empregado em seu gabinete pessoas ligadas a um suposto agiota.

“O Ministério Público suspeita que as nomeações tenham sido uma ‘moeda de troca’ em atividades ilícitas”, diz a Folha de S. Paulo.

“Ao menos quatro pessoas ligadas ao empresário Carlos Alberto Dolavale, conhecido como Betinho, foram nomeadas no gabinete do petista num período em que ele dizia ser credor em cerca de R$ 170 mil do deputado”.

O caso envolvendo Ceciliano e Betinho é um desdobramento do inquérito das “rachadinhas”, que atingiu também Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz.

Leia mais: Por que a escolha de Bolsonaro para o STF agrada a Renan, PT, PDT...
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários
TOPO