Presidente da Alerj exonera assessora que movimentou R$ 26 milhões

O presidente da Alerj, o petista André Ceciliano, exonerou sua assessora Elisângela Barbiere no último dia 31 de janeiro, informa o G1 Rio.

A funcionária é uma das três pessoas ligadas a Ceciliano que movimentaram cerca de R$ 45 milhões entre 2011 e 2017, segundo o Coaf. Elisângela, cujo salário era de R$ 7.700 por mês, movimentou R$ 26,5 milhões em seis anos.

A assessoria do petista alegou que todos os assessores foram exonerados juntos, para promover uma reformulação do quadro de funcionários do gabinete.

Comentários

  • AMARRETA -

    Caramba mas que salário é esse .. eu achei 368.055,55 por mês. será que vai devolver o resto.. cara essa meteu a mão mesmo....

  • José -

    Nada como o dia de amanhã!

  • OBSERVADOR🇧🇷 -

    Caso Queiroz urgente

Ler 52 comentários