Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Presidente da ANS confirma que Prevent Senior é investigada por cercear liberdade médica

Apesar disso, Paulo Rebello afirmou que as denúncias de médicos chegaram à Agência de Saúde Suplementar apenas após os trabalhos da comissão
Presidente da ANS confirma que Prevent Senior é investigada por cercear liberdade médica
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente da ANS, Paulo Rebello, afirmou há pouco, em depoimento à CPI da Covid, que a Prevent Senior é alvo de procedimentos administrativos para investigar se a empresa cerceou a liberdade médica ou se o plano de saúde cometeu outras irregularidades, como a prescrição de medicamentos a pacientes sem informar os efeitos de tais drogas.

Rebello afirmou que soube das denúncias em 16 de setembro último e que, depois disso, foram determinadas diligências na sede da empresa, em São Paulo. Em 27 de setembro, a empresa foi multada por restringir a liberdade médica e por não informar a pacientes, de forma clara, tratamentos de saúde de caráter experimental. A empresa já foi alvo de dois autos de infração.

“Os fatos trazidos nesta CPI são de extrema gravidade. […] Fomos surpreendidos por essas novas denúncias”, disse Rebello.

“Há pontos sensíveis e indícios de falhas operacionais”, resumiu.

Além disso, em 4 e 5 de outubro, a ANS fez uma visita técnica na empresa para intensificar essas investigações. Rebello negou, porém, que tivesse recebido denúncias antes da CPI da Covid. “Tais situações nunca foram denunciadas à agência”, declarou Rebello.

Ele também destacou que a Prevent Senior pode sofrer uma intervenção técnica após as denúncias que chegaram à CPI.

Mais notícias
TOPO