Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Presidente da Ceagesp diz que convocou policiais para ato para "combater a corrupção"

Aliado de Bolsonaro, o coronel da reserva da PM de SP Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo falou em lutar contra irregularidades na estatal
Presidente da Ceagesp diz que convocou policiais para ato para “combater a corrupção”
Foto: Reprodução/Instagram

Após convocar policiais para os atos-pró Bolsonaro marcados para 7 de setembro, o coronel da reserva da PM de São Paulo e atual presidente Ceagesp, Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, disse à CNN que a medida foi tomada com intuito de combater a corrupção dentro da estatal, que é ligada ao governo federal.

Eu me deparei aqui com todo o tipo de corrupção, com pessoas querendo o mal da gente em todos os sentidos, ameaças de morte, fazer lobby para arrancar a gente daqui, tentar comprar a gente. Então, isso é um exemplo do que ocorre no nosso país e as pessoas de bem precisam se mover para mudar isso.” 

No vídeo, publicado no último domingo, ele chama policiais “veteranos” para “impedir a entrada do comunismo no país”. Questionado sobre o uso Rota para fins políticos — pois apareceu no gravação com uma camiseta da corporação –, o presidente da Ceagesp disse que a roupa não era uma farda oficial e que cada um precisa acionar as pessoas com quem se relaciona.

Nesta segunda-feira (23), o governador de São Paulo, João Doria, afastou por indisciplina o coronel Aleksander Lacerda, responsável por sete batalhões da PM no interior do estado, que também convocou “amigos” para os atos de 7 de setembro. Ao fazer o convite nas redes sociais, ele afirmou que “o caldo vai esquentar”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO