Presidente da CPI ligou para o comandante do Exército

Omar Aziz explicou que não desistirá da convocação de Eduardo Pazuello, mas não quer 'briga' com a caserna
Presidente da CPI ligou para o comandante do Exército
Foto: Divulgação Exército Brasileiro

O Antagonista apurou que Omar Aziz, presidente da CPI da Covid, telefonou para o comandante do Exército, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, para falar da convocação do general Eduardo Pazuello.

O senador explicou que a CPI não vai desistir de ouvir o ex-ministro presencialmente, mas que isso não significaria qualquer “afronta” ao Exército. Longe disso, Pazuello é visto pela CPI “apenas como ex-ministro civil”.

Pazuello, como revelamos mais cedo, alegou ter tido contato com pessoas infectadas para não comparecer à oitiva que estava marcada para amanhã.

Paulo Sérgio tratou de distensionar a relação com a comissão, disse que “compreende perfeitamente” o papel do Senado, considerando a independência dos Poderes e que está “à disposição”. Ele viu no gesto de Aziz importante deferência às Forças Armadas.

Antes de assumir o comando do Exército, o general chefiava o RH da instituição, tendo implementado uma política de intensa campanha de conscientização, defesa dos protocolos da OMS e testagem em massa — o oposto do que Pazuello defendia como ministro da Saúde.

Aziz, que é do Amazonas, também se valeu da experiência do general na região para trocar impressões sobre outra importante frente de apuração da CPI.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO