Presidente da Fundação Renova é denunciado por comércio ilegal de madeira

O Ministério Público Federal do Amazonas denunciou hoje o presidente da Fundação Renova, Roberto Waack, por comércio ilegal de madeira.

Ele é acusado de ter participado de um esquema de falsificação de documentos e exportação irregular de madeira da Amazônia, quando integrante da empresa Amata.

Waack preside a Renova desde 2016, quando a fundação foi criada para reparar os danos causados pelo rompimento da barragem de Mariana (MG).

O Antagonista+: você com acesso à plataforma mais amigável do jornalismo brasileiro — E SEM ANÚNCIOS (SEM BANNERS). Mais aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. CCarmen disse:

    VW0gYmFpdGEgcGVudGUgZmlubyBlbSBUT0RBUyBlc3NhcyBPTkdzIOkgdW1hIHRhcmVmYSBoZXJj+mxlYSwgcG9y6W0gbmVjZXNz4XJpYS4gIE1lc21vIHByYSBxdWVtIHRpbmhhIHVtIGN1cnLtY3VsbyBjb21vIG8gZGVsZS4gUG9icmUgQnJhc2lsLg==

Ler comentários
  1. Sonia disse:

    ySBhc3NpbSwgcG91Y28gYSBwb3VjbywgbmFzIG3jb3MgZGUgImF1dG9yaWRhZGVzIG5vbWVhZGFzIiBxdWUgaOEgYSBkZXN0cnVp5+NvIGRlIG5vc3NhIEFtYXr0bmlhLiBUZW0gZGUgcHJvaWJpciBjb23pcmNpbyBkZSBtYWRlaXJhLiBT8yBtYWRlaXJhIHBsYW50YWRhLiBOYXRpdmFzIG7jby4=

    1. SkIgbuNvIGNvbmNvcmRhLiBQYXJhIGVsZSBlIHBhcmEgTHVsYSDzcmfjb3MgZGUgZmlzY2FsaXph5+NvIGRvIG1laW8gYW1iaWVudGUgc+NvIHVtICJlbnRyYXZlIiDgIGF0aXZpZGFkZSBwcm9kdXRpdmEuIA==

  2. Paulette disse:

    UmVub3ZhPz8/Pz8gUXVhbmRvPz8/PyBNYWlzIHVtIHZhZ2FiYS4uLiBjb3J0YSBhIG3jbyBxdWUgbuNvIGZheiBtYWlzLi4uc2V1IFZhYWNhISEhIQ==