Presidente do DEM não garante apoio a Bolsonaro: “Sempre disse que as coisas são distintas”

Lideranças do PSL dizem que deram um “xeque-mate” na Câmara ao terem anunciado apoio à reeleição de Rodrigo Maia.

ACM Neto, presidente do DEM — partido de Maia –, disse à Veja que, apesar da aliança, não é possível assegurar que a legenda comporá a base de Jair Bolsonaro no Congresso.

“Sempre disse que as coisas são distintas, mas, sem dúvida, o apoio do PSL cria um ambiente ainda mais positivo na relação com o governo. Só que não vamos misturar as coisas.”

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
Será que o novo presidente se dobrará à velha política? Entenda aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 65 comentários
  1. Agora, com a burrice do PSL, que o DEM já garantiu Maia vem com a palhaçada de não estarem alinhados com o gov, Bolsonaro caiu numa armadilha que infelizmente inviabiliza seu governo, obrigado Joic

  2. Acho que pouco importa o apoio deles à Bolsonaro, desde que apoiem as reformas que são urgentes para equilibrar as finanças, é o que importa. Caso contrário, pra que servem, afinal?

    1. A população deu o recado nas urnas, e se precisarmos voltar às ruas, voltaremos. Abram os olhos e comecem a pensar um pouco mais na população e menos em seus umbigos!

  3. Que este “apoio” não seja para inflar as finanças públicas de gastos e despesas, principalmente com “cargos de confiança”, “fornecedores amigos” e toda gama de corrupção o governo passado

  4. Não tem problema, cana*lha, o Brasil se vira sem vocês, parlamentares sanguessugas. Só o fato de ter acabado com a roubalheira no executivo, já é 80% dos problemas findos. 2022 a gente se fala.

  5. Esses politicos do nordeste querem sempre o pior pro nordeste e pro Brasil. Visite seus estados, esgoto corre a céu aberto. Nao fazem nada pelo seu povo, e ainda sao reeleitos. Exploradores!!!

  6. Não caiam, leitores, na burrice de criticar Jair Bolsonaro, ou Flávio e Eduardo Bolsonaro. Eles não apoiam, creio, nem Maia, muito menos Renan. Uns 3 ou 4 do PSL é que estão errando.

    1. Em novembro Guedes foi mandado para comparecer em jantar secreto com Renan para discutir a governabilidade. Eu não coloco a mão no fogo por político nenhum.

  7. Jogada de gênio… Bolsonaro diz publicamente que não interfere na votação da câmara, internamente deu aval ao acordo. Maia quando for pautar vai dizer que foi eleito independentemente, tchau.

  8. Quanta bobagem. Todos sabem que tem uns 3 ou 4 ali no PSL, dentre 56 parlamentares, 3 câmara e 1 do senado, que dão trabalho. Tire o resto do partido, o capitão, e o Eduardo Bolsonaro dessa.

  9. Nós só saberemos da dimensão do acerto ou do maior erro e consequente catástrofe do Governo Bolsonaro quando a verdadeira guerra começar, as pautas sociais, as que mais interessam aos comunistas.

    1. Biofeminista, estagiário adolescente e cafona, que usa carinhas nas asneiras que comenta. Só não usa purpurina porque não pode.

    2. Deveria haver um plebiscito para fechar o STF e o Congresso, a fim de realizar mudanças estruturais. Depois abririam novamente purificados, produtivos, céleres, eficientes e mais econômicos.

  10. e aí, Antas. qual é a solução já q vcs são analistas que não acertam nada! o capitão fecha o congresso? como é q se governa sem ter o partido maioria absoluta? eu quer saber!

  11. “Gênio” é quem apoia Maia. Esse é o resultado. Ainda dá tempo de concertar o erro. O compromisso de Maia com a agenda anti-corrupção, e conservadora na segurança, educação, e moral, é ZERO