Presidente do Ibama afrouxou exportação após se reunir com madeireiros autuados

Presidente do Ibama afrouxou exportação após se reunir com madeireiros autuados
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim, recebeu empresários do setor madeireiro do Pará dias antes de afrouxar as normas para a exportação de madeira nativa. A reunião aconteceu no dia 6 de fevereiro. Participaram dela representantes de madeireiras autuadas em mais de  R$ 2,6 milhões, como a Tradelink Madeiras e da Wizi Indústria, Comércio e Exportação de Madeiras Ltda.

De acordo com levantamento feito pelo Globo junto ao sistema de registro de multas do Ibama, as duas empresas são alvo de autos de infração lavrados entre 2011 e 2020.

A Tradelink, que deve R$ 1,64 milhão, foi multada por comercialização e transporte de madeira sem licença. A Wizi, com dívidas de R$ 1,038 milhão, tem multas por “elaborar ou apresentar” informações ou documentos falsos no sistema de controle da produção e comercialização de madeira.

 

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
TOPO