ACESSE

Presidente do STJ se declara impedido de julgar caso em que filha atua como advogada

Telegram

O presidente do STJ, João Otávio de Noronha, declarou-se impedido para julgar os processos referentes à Operação Mercadores do Caos, que investiga fraude na compra de equipamentos para o combate à pandemia no Rio de Janeiro.

Sua filha, a advogada Anna Carolina Noronha Borelli, atua no caso e impetrou habeas corpus em favor de Cinthya Silva Neumann, investigada na operação.

Caberá à  vice-presidente do STJ, Maria Thereza de Assis Moura, as decisões urgentes relacionadas ao caso.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 64 comentários