Presidente mundial da Consist será denunciado

No despacho em que recebeu a denúncia contra Paulo Bernardo, Carlos Cortegoso, João Vaccari e companhia, o juiz Paulo Bueno ressaltou que Natálio Friedman, presidente mundial da Consist, também será denunciado pelo MPF.

“Por residir no exterior, o Ministério Público Federal oferecerá denúncia em separado contra Natálio”, escreveu Bueno, ressaltando que era ele quem “dava a última palavra nas decisões referentes aos contratos” de crédito consignado no Ministério do Planejamento.

“Era informado de todos os passos do negócio, tendo plena consciência do pagamento de propina.” Natálio chegou a ter uma reunião com Alexandre Romano em Nova York.

Faça o primeiro comentário