​Presidente Sarney em último lugar

O Estadão publicou um ranking de bem-estar urbano, elaborado pelo Observatório das Metrópoles, que aponta que a pior entre as piores cidades brasileiras chama-se Presidente Sarney, no Maranhão.

Lá tudo é inadequado: IDH de 0,555, renda per capita de R$ 170, não há abastecimento de água, saneamento básico, nem hospital. Um atraso.

Só o nome é adequado.