Presidente do STJ nega soltura de Eduardo Cunha

Telegram

Laurita Vaz negou revogar a prisão preventiva de Eduardo Cunha decretada na Operação Sépsis, informa o G1. A decisão foi divulgada hoje.

O ex-deputado e ex-presidente da Câmara está preso em Curitiba desde outubro de 2017.  Segundo o STJ, a defesa alegou excesso de prazo nessa prisão, mas a presidente da corte concordou com os argumentos do juiz Vallisney Oliveira, que condenou Cunha.

De acordo com a sentença, a gravidade dos fatos narrados e o risco de reiteração delitiva justificam a manutenção da prisão preventiva.

Comentários

  • Carlos -

    Salvo engano meu, creio Cunha está preso desde final de 2016, mes oano dó impeachment.

  • SALVE -

    PARABENS A MAGISTRADA LAURITA!SAO MÁGISTRADOS COMO ESTES QUE PRECISAMOS NO brasilsilsil...PENA QUE SAO POUCOS!

  • Cris -

    Ministra Laurita Vaz também esta semana ... NOTA 10 !!! NOTA 10 !!! NOTA 10!!! NOTA 10!!! NOTA 10!!!

Ler 11 comentários