ACESSE

Preso na Spoofing recusou ajuda de advogado enviado por Chiclete

Telegram

A PF tem informações de que um advogado tentou representar o motorista de aplicativo Danilo Cristiano Marques, preso na primeira fase da Operação Spoofing, dizendo ter sido enviado por Thiago Eliezer Martins, o Chiclete, noticia a Crusoé.

A Danilo, o advogado afirmou que ele não precisaria pagar pela defesa. Mas o motorista de aplicativo não aceitou a proposta e resolveu recorrer à assistência da Defensoria Pública.

Leia mais na Crusoé:

A ajuda do ‘Professor’ foi recusada

Queimadas na Amazônia: o que a imprensa fala, e o que é verdade. LEIA AQUI

Comentários

  • Oswaldo -

    Ele conhece bem seus "amigos".

  • O.Agonista -

    Por que O Antagonista insiste em chamar este criminoso de motorista de aplicativo, sendo que o Uber, em nota, informou que ele trabalhou poucos dias e havia meses que estava inativo?

  • Laércio -

    Bandido não toma água oferecida por outro bandido.

Ler 6 comentários