Gilmar empareda Janot — mas podia ter colocado a boca no trombone antes

Gilmar Mendes resolveu emparedar Rodrigo Janot de propósito. Não é de hoje que Mendes critica nos bastidores o que seria sua extrema tolerância com os malfeitos petistas, tanto na condição de PGR quanto na de PGE – Janot também é o chefe do Ministério Público Eleitoral.

No despacho de ontem, Mendes lembrou que, no julgamento da prestação de contas da campanha, já enviara cópia do processo ao “Procurador-Geral da República e ao Procurador-Geral Eleitoral, tendo em vista indícios de crimes de falsidade ideológica, de falsidade ideológica eleitoral, de apropriação indébita ou estelionato contra a campanha, de lavagem de dinheiro e de sonegação fiscal”.

Por que Gilmar Mendes não colocou a boca no trombone antes?

Faça o primeiro comentário