Previdência: “Tem que dar um tiro só”

O economista Paulo Tafner, um dos autores de proposta de reforma da Previdência entregue ao novo governo, defende que Jair Bolsonaro use seu empenho para aprovar uma única reforma para mudar o sistema previdenciário.

“Se não conseguir avançar em nada, é melhor aprovar a reforma que está aí”, disse ele ao Estadão.

“O que não tenho aceitado bem é a ideia de fazer essa reforma e depois fazer outra. Tem que dar um tiro só”, acrescentou.

A grande imprensa está atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Moro... Imagine o que ela está deixando de revelar para VOCÊ LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 25 comentários
  1. Esse povo é bem criminoso, não é mesmo? Adoram dar “tiros”. É por isso que os assaltos nunca param, as explosões de caixas eletrônicos não terminam, a população está apavorada. Adoram atir

  2. Tambem acho que deveria fazer uma unica reforma da previdencia que venha resolver o problema pelo menos 30 anos pra frente, pense bem Bolsonaro, ano que vem faz uma boa reforma, seria ideal.

  3. Tem que dar um tiro só no funcionalismo público, que gasta com aposentadorias 33x mais que o pessoal do INSS. Problema é que os RATOS que mandam no poder fazem o inverso, dão aumento pra todos!

  4. Bolsonaro e sua turma já estão roendo a corda e pulando no colo do funcionalismo abastado.Não fizeram nada para impedir a manobra no senado,e estão queremdo aprovar reforma sem mudança constituci

  5. há problemas políticos a serem equacionados, ficar num quarto tocando punheta sonhando com um harém é fácil, fazer filho na preta ou na loira gostosa é outra coisa, tem pensão depois…

    1. Tudo isso está previsto na Reforma Temer, apenas exclui as forças armadas, que tem um regime diferenciado e seria proposto em separado.