Primeiro teste de Alexandre

A AGU quer que o STF anule as provas obtidas na busca e apreensão no gabinete da deputada Simone Morgado (PMDB), autorizada por juiz de primeira instância.

O alvo da Operação História de Pescador foi uma funcionária suspeita de integrar esquema que desviou R $185 milhões.

É uma tese malandra querer estender a prerrogativa de foro às dependências da Câmara, garantindo assim proteção a assessores, secretárias e até para o garçom que serve o cafezinho.

O recurso será julgado por Alexandre de Moraes

Faça o primeiro comentário