Prioridade absoluta

O Estado tem de retomar o comando dos presídios.

O ministro Alexandre de Moraes sabe disso. Ele disse em Manaus:

“A questão prisional é absoluta prioridade do nosso governo. Na última quinta feira transferimos 1,2 bilhão para os Estados, para construção de aproximadamente 20 mil novas vagas e colocação de scanners para impedir a entrada de armas e outros instrumentos. Mas o mais importante será a criação dos Núcleos Permanentes de Inteligência em cada Estado, com participação de agentes de inteligência da PF, PRF, PM, PC e Agentes prisionais nos 27 Estados da Federação, para troca de informações e dados”.