Prioridade para o rito de impeachment

Com a publicação do acórdão do STF sobre o rito do impeachment, o tribunal não tem mais desculpas para adiar a análise dos recursos de Eduardo Cunha contra a intromissão indevida do STF.

Os ministros do STF não podem deixar para as calendas um assunto que emperra o funcionamento do parlamento e do país.

Faça o primeiro comentário