Prisão em 2ª instância: 4 a 4

Julgamento empatado em 4 a 4.

Vai votar, agora, Gilmar Mendes.

Faça o primeiro comentário