ACESSE

Pró-Saúde, delatada por ex-padre, patrocinou evento com papa no Rio de Janeiro

Telegram

Um ex-padre, braço direito do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, virou delator e admitiu participar de esquema de corrupção na Saúde do governo Sérgio Cabral, como a Época informou e nós reproduzimos mais cedo.

Wagner Augusto Portugal confessou participação em desvio de recursos envolvendo contratos da Secretaria de Saúde com a organização social católica Pró-Saúde em 2013.

O Antagonista lembra que a Pró-Saúde patrocinou a Jornada Mundial da Juventudade do Rio, justamente em 2013, quando o papa Francisco veio ao Brasil.

Até hoje, as finanças da JMJ significam um assunto nebuloso na Igreja.

Bolsonaro Tem Até 29/3 Para Salvar a Sua Aposentadoria. SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 65 comentários