"Problemas acontecem", diz Bolsonaro sobre presos mortos em transferência

Telegram

Jair Bolsonaro comentou hoje sobre as mortes de quatro presos envolvidos na briga entre facções que resultou no massacre no presídio de Altamira, no Pará. Eles estavam sendo transportados por um caminhão e seriam transferidos para Belém.

“Com toda a certeza, deveriam estar feridos, né? É como uma ambulância quando pega uma pessoa doente e, no deslocamento, ela pode falecer. Pessoal, problemas acontecem, está certo?”, disse Bolsonaro.

O presidente voltou a defender que presos trabalhem dentro das cadeias.

“Eu sonho com um presídio agrícola. É cláusula pétrea, mas eu gostaria que tivesse trabalho forçado no Brasil para esse tipo de gente. Não pode forçar a barra. Ninguém quer maltratar presos nem quer que sejam mortos, mas é o habitat deles.”

Comentários

  • Reaça -

    Massacre é quando tem só um lado atacando, dizimando o outro lado. No caso de Altamira foi um combate entre duas facções. Pois que cancelem CPFs mutuamente. O povo agradece.

  • Eduardo -

    Neste país de fanáticos até querem que um presidente da república dê conta de transferência de presos sendo que estes se matam em qualquer lugar.

  • Afonso -

    A imprensa esquerdista quer do Bolsonaro respostas padrão, "vamos apurar as responsabilidades e prendem os responsáveis", mas Bolsonaro fala a verdade e isso a imprensa não esta acostumada.

Ler 48 comentários