Procurador defende contagem pública de votos

O procurador do Mato Grosso Sul Felipe Gimenez, representante da Associação Pátria Brasil, defendeu a contagem pública de votos, durante sessão hoje na CCJ do Senado sobre o voto impresso.

“Um dos pilares da democracia está sendo quebrado. O exercício do voto é secreto, mas a contagem deve ser pública. A artimanha da urna é que ela estende o segredo do exercício do voto até a última etapa.”

Ele explica que a contagem de votos é um ato administrativo que está submetido ao princípio da publicidade. “Será nulo se não for público.”

O BU (Boletim da Urna) só mostra a contagem final dos votos.

Comentários

  • Andre -

    #Bolsonaro17 General Mourão e todo cidadão HONESTO de BEM têm razões suficientes para DESCONFIAR das URNAS, STF, STE vejam o link e tirem suas conclusões compartilhm.

  • Ricardo -

    Antes de tudo, parabéns pela sua participação no debate público no Senado sobre a urna eletrônica. Muito esclarecedor. Ninguém é contra a tecnologia, desde cumpra a lei.

  • Ricardo -

    Dr. Felipe Gimenez, gostaria de saber o posso fazer na votação para obter a impressão do meu voto. Solicito também a lei que obriga ao TSE fornecer a impressão dos votos. Antecipadamente agradeço.

Ler 88 comentários