Procurador-geral nega ter recuado sobre inquérito de Alckmin

Gianpaolo Smanio, o procurador-geral de Justiça de São Paulo, falou ao Estadão e disse que não recuou ao manter na Promotoria do Patrimônio Público o inquérito sobre Geraldo Alckmin.

Nesse caso, o governador tucano é acusado de ter recebido R$ 10,3 milhões da Odebrecht, via caixa dois, nas suas campanhas de 2010 e 2014.

“Não estou recuando. Chamei os autos para decidir sobre a competência da investigação. E decidi”, declarou Smanio.

Comentários

  • jander -

    Alckmin é inocente, homem honesto e que ainda tem muito a contribuir para o país

  • Ali -

    Sou uma pessoa esclarecida e que acompanha os principais acontecimentos no País. Dito isso, acredito que não houve recuo e que Alckmin não está envolvido nesse escândalo.

  • Nina -

    Ele não recuou. Só foi estudar a lei e viu que tinha errado feio (em outras palavras, não conseguiu enganar ninguém). 😆😆😆

Ler 9 comentários