Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Procurador preso por propina no metrô também é investigado por outra ‘aberração’

Procurador preso por propina no metrô também é investigado por outra ‘aberração’
RIO DE JANEIRO,RJ,01.07.2019:OPERAÇÃO-LAVA-JATO-PF - Movimentação na sede da Polícia Federal, no Rio de Janeiro (RJ), durante nova fase da operação Lava-Jato, deflagrada na manhã desta segunda-feira (1). O procurador do estado Renan Saad foi preso sob suspeita de ter recebido propina em obras do metrô. A operação foi desencadeada após a delação premiada do ex-diretor de contratos da empreiteira Odebrecht Marcos Vidigal do Amaral. Saad teria recebido R$ 1,3 milhão em pagamentos relacionados ao metrô. (Foto: jose lucena/Futura Press/Folhapress)

Preso suspeito de ter recebido 1,3 milhão de reais em pagamentos relacionados a obras do metrô do Rio, o procurador Renan Miguel Saad também é alvo por sua atuação na implantação do Teleférico do Alemão, informa o G1.

O serviço de bondinhos foi instalado em 2011 pela Odebrecht sem licitação. Em um parecer, Saad recomendou a dispensa da oferta.

Uma representação do Ministério Público Especial de Contas classificou o aval do procurador como “uma aberração”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO