ACESSE

Vice-PGR critica conduções coercitivas: "Cessemos o espetáculo"

Telegram

O vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, fez um discurso eloquente com críticas à forma como o instrumento vem sendo utilizado.

Ele disse que “não pode haver uma condução coercitiva para execrar, para intimidar.”

“O que viola a Constituição são os moldes em que muitas vezes são realizadas [as conduções coercitivas].”

E mais:

“Cessemos o espetáculo, asseguremos a presença do advogado, realizemos no estrito limite da lei, respeite-se e assegura-se presunção de inocência e o direito ao silêncio.”

Comentários

  • Chibs -

    Esse vice presidente da PGR representa a opinião da PGR? Os os interesses do seu primo corrupto Agripino Maia? Investigado?

  • rodrigo -

    Volta Janot!!!!!

  • eslavo -

    Depois da PGR chefe vem outro canalha para colocar areia em um trabalho honesto, digno, reto da Justiça de 1ª instância.

Ler 52 comentários