ACESSE

Procuradoria abre investigação preliminar sobre indicação do “homem da mala” do PP

Telegram

A Procuradoria do Distrito Federal abriu um procedimento preliminar para investigar a indicação de Davidson Tolentino de Almeida para o cargo de diretor de revitalização da Codevasf, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba.

Tolentino, ligado a Ciro Nogueira, é investigado no âmbito de ação civil pública ajuizada pelo MPF em 2019, é velho conhecido dos leitores da Crusoé.

Em maio de 2018, durante o governo Michel Temer, ele foi demitido do cargo de diretor de Logística do Ministério da Saúde, depois que uma reportagem da revista revelou seu pedido de propina a empresários fornecedores da pasta em um hotel de São Paulo. O pedido foi gravado.

Segundo a Folha, o procedimento aberto pela Procuradoria do DF foi distribuído para o procurador Paulo Galvão. Ele fará as diligências iniciais para apurar se há indícios suficientes de irregularidades para abrir um inquérito.

Leia mais: O DNA da corrupção

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 15 comentários