Procuradoria acusa Eike e Cabral de improbidade

A Procuradoria Geral do Rio de Janeiro (PGE-RJ), que representa o estado na Justiça, denunciou hoje Sérgio Cabral e Eike Batista por improbidade administrativa, informa a GloboNews.

A denúncia é baseada na Operação Eficiência, na qual o empresário é investigado por pagar de R$ 64 milhões ao ex-governador para obter contratos junto à administração estadual.

Também foram acusados Carlos Miranda, que operava o esquema, e Flavio Godinho, ex-executivo da EBX. A PGE quer o ressarcimento de R$ 327 milhões para os cofres do estado.

Comentários

  • Morrow -

    Cada vez que vejo o nome Eike Batista, lembro do Diogo Mainardi, num Manhattan conect. destronar o então bilionário, perguntando até se a fortuna dele não era só papel. Jornalista com J maiúscul

  • EDUARDO -

    Se um babaca bolsopata for contra o IGF alegando que ricos não vão pagar: Acabem com as leis contra as drogas pois todos usam mesmo.... Isca, isca, me chamem de petista. Ladrões podem ir embora.

  • EDUARDO -

    Se esses políticos e empresários conseguem roubar tanto dinheiro do Brasil pra que a reforma da previdencia? Por que não o IGF? Bolsopatas, isca, isca. Não digam que ninguém vai pagar mesmo....

Ler 8 comentários