Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Procuradoria diz que compra de vacinas por empresas ofende Constituição

Procuradoria diz que compra de vacinas por empresas ofende Constituição
Foto: huntlh/Pixabay

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão enviou ao Senado, nesta quarta-feira (28), uma nota técnica contra o projeto de lei que libera a compra de vacinas contra a Covid pelo setor privado, diz o Estadão.

Segundo o órgão, o texto ofende dispositivos da Constituição, contraria as premissas básicas do SUS, interfere na análise de segurança da Anvisa.

O projeto foi aprovado na Câmara no último dia 7 e precisa passar pelo Senado para entrar em vigor.

A procuradoria argumenta que se trata de uma burla à priorização estabelecida pelo Programa Nacional de Imunizações“.

“Mesmo que o constituinte tenha assegurado à iniciativa privada a prestação de serviços de saúde (CF/88, art. 199), essa atuação não pode, e nem deve, prejudicar o sistema público de saúde, o que fatalmente ocorrerá no cenário de escassez global de vacinas contra a covid-19, atualmente vivenciado.”

De acordo com a nota, a escolha dos grupos prioritários não é aleatoria e existe uma razão para que eles sejam vacinados antes.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO