Procuradoria quer devolução de 1 bi no caso do TRT

A Procuradoria da República em São Paulo quer que o ex-juiz Nicolau “Lalau” dos Santos Neto, o ex-senador Luiz Estevão e o empresário Fábio Monteiro de Barros devolvam R$ 1,04 bilhão aos cofres públicos, informa o Estadão.

Do total exigido pelo MPF, R$ 585 milhões se referem aos desvios na construção do prédio do Fórum Trabalhista de São Paulo, no final da década de 1990 –em cifras atualizadas–, e R$ 461,4 milhões foram calculados a título de danos morais.

Lalau, Luiz Estevão e Monteiro de Barros foram todos condenados pelos desvios na obra do Fórum. Nesta quarta, a PF prendeu José Eduardo Ferraz, empresário envolvido no caso que estava foragido havia dois anos.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. luizs disse:

    Acho mais fácil o saci cruzar as pernas.

Ler comentários
  1. Romeu Lima disse:

    Carvalho! Vinte anos se passaram e nada tinha sido devolvido ainda?!

  2. mimimi disse:

    Querido Antagonista, é impressão minha ou depois que o Comandante Mourão disse que aplicará a Constituição para defender o Brasil das Saúvas corruptas, começamos a ter entendimento entre o Jungmann x Pézão, PGRs mostrando serviço, politicalha chiando que nem pneu furado, etc...?

  3. Cláudio disse:

    O Profecia Mourão está surtindo efeito no judiciário. Alguma coisa está acontecendo nos bastidores do poder? O que será JOTA?