Produziu provas contra si mesmo

Para tentar provar que pegou R$ 1,5 milhão emprestado com Fernando Baiano para pagar funcionários, José Carlos Bumlai entregou ao Estadão extratos bancários que mostram um depósito de R$ 1,5 milhão e a saída posterior do valor em cheques de R$ 300 mil e R$ 1,2 milhão.

Bumlai diz que fez “um contrato de mútuo” com a Transportadora São Fernando, que está em nome de seus filhos. A prática levanta ainda mais dúvidas sobre a veracidade do citado empréstimo. Por que simplesmente não pegou o dinheiro diretamente com Fernando Baiano?

Parece que o contrato de mútuo foi criado apenas para “legalizar” ou “esquentar” a origem do dinheiro em sua conta pessoal, evitando problemas com a Receita Federal. No papel, quem emprestou o dinheiro foi a Transportadora e não um lobista pagador de propinas.

Como O Antagonista revelou ontem, a Transportadora São Fernando foi encerrada e incorporada à usina São Fernando, que entrou em recuperação judicial.

O amigão de Lula tentou iludir o Fisco e agora tenta iludir a imprensa.

Faça o primeiro comentário