ACESSE

Proibição de operações em favelas no Rio vai até agosto

Telegram

O Supremo adiou para agosto o julgamento de uma liminar de Edson Fachin que proibiu a realização de operações policiais nas favelas do Rio de Janeiro. Se até lá, ele não reconsiderar sua decisão, permanece válido o veto, assinado no início deste mês.

Os ministros começariam a analisar a decisão ontem, em sessão virtual, com a possibilidade de votar nos próximos dias. Um pedido de vista de Alexandre de Moraes, porém, adiou o julgamento, que agora só começará no dia 7 de agosto.

Ainda antes do pedido de vista, o governo do estado chegou a pedir que o STF antecipasse o julgamento, alegando que os moradores ficariam desprotegidos enquanto durasse o veto.

Não adiantou.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder

Comentários

  • Luiz -

    Por mim eu segurava as crianças e adolescentes, até aproveitando esta situação, subsidiava a cocaína, deixava o mercado de drogas liberado e deixava os usuários todos morrerem de overdose.

  • FABIO -

    Esse é a grande instituição democrática chamada STF, cujos membros não devem ser atacados de forma alguma, pois agem com equilibrio e imparcialidade sempre obervando a nossa constituição. MALDITOS!

  • Daniel -

    Malditos garantismo brasileiro

Ler 70 comentários