Promotor rebate advogado de Temer: "Prisão faz com que cesse a prática do crime"

O promotor Marcelo Mendroni também participou do debate promovido pelo Estadão nesta quarta-feira.

Rebatendo argumentos de Antonio Claudio Mariz de Oliveira, ele defendeu a prisão após a condenação em segunda instância.

“Prisão faz com que cesse a prática do crime.”

O promotor aproveitou para se posicionar favoravelmente à prisão preventiva “desde logo” e ao bloqueio de bens.

“O fundamento da prisão preventiva é justamente este: para eles pararem de cometer os crimes. Esse tipo de gente se equipara indiretamente a um serial killer. O corrupto mata as pessoas indiretamente, porque esse dinheiro que rouba dos cofres públicos falta da saúde, do transporte, das assistências sociais.”

Comentários

  • Bruno -

    Perfeita sua analise, os políticos e seus comparsas são os maiores assassinos do País. Corrupção mata milhares de inocentes. Por isso merecem prisão. Na verdade seria bem melhor pena de morte. Assim não teríamos despesa para manter estes vermes na prisão.

  • CORRUPÇÃO -

    Os maiores assassinos seriais são os políticos corruptos. PENA DE MORTE!

  • luizs -

    Perfeito.

Ler 15 comentários