Lobby a jato

Embora Lula considere absurda a hipótese de que os repasses a Luleco tenham relação com a compra dos caças da Saab, o delegado Marlon Cajado está dedicado a desvendar o mistério.

Na busca feita no escritório de Mauro e Cristina Marcondes, segundo a Folha, a PF apreendeu documentos com menções a tratativas dos lobistas com o Instituto Lula e o ex-presidente para favorecer a Saab.

Foi encontrada, por exemplo, uma solicitação de audiência do presidente da Saab, Ake Svensson, com Lula. O ex-presidente disse não se lembrar do pedido ou da audiência.

Também foi encontrada mensagem de Marcondes ao investidor sueco Janer Bengt, com dados do Instituto Lula e uma minuta de carta do lobista para Lula com “solicitação da empresa sueca para que o ex-presidente levasse seu apoio à contratação da Saab para Dilma”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200