Propina na Diretoria de Serviços alcançou R$ 85,4 milhões

A juíza Gabriela Hardt calculou em R$ 85,4 milhões o total destinado pela Odebrecht ao núcleo do PT que controlava a Diretoria de Serviços da Petrobras.

A propina se deve a quatro contratos celebrados com a estatal entre 2009 e 2011. Parte foi paga por meio de reformas de R$ 1 milhão no sítio de Atibaia, o que levou à condenação de Lula.

“O crime foi praticado em um esquema criminoso mais amplo no qual o pagamento de propinas havia se tornado rotina […] O esquema de corrupção sistêmica criado tinha por objetivo também, de forma espúria, garantir a governabilidade e a manutenção do partido no poder”, destacou Hardt.

Conheça Por Dentro O Estrago Que A Esquerda Fez na Venezuela. SAIBA MAIS AQUI
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários
TOPO