Propina na linha

O empreiteiro Augusto Mendonça, delator da Lava Jato, que pagou propina em forma de doações oficiais ao PT, manteve 85 contatos telefônicos com João Vaccari Neto.

A informação, segundo o Estadão, “faz parte da primeira análise produzida pelo Ministério Público Federal com base na quebra do sigilo telefônico da sede nacional do PT”.

Faça o primeiro comentário