Propinas a Vaccari foram entregues na sede do PT, diz delator

Telegram

Delatores da Torre Pituba disseram ao MPF que entregas de propina da Mendes Pinto Engenharia destinadas a João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, foram feitas na sede do partido em São Paulo.

Segundo o empresário Alexandre Suarez, o valor pago em dinheiro vivo na sede do partido na capital paulista chegou a 2 milhões de reais.

O delator Mario Seabra Suarez, sócio de Paulo Afonso Mendes Pinto, conta que os valores eram entregues por diversas pessoas.

Exclusivo: pistas sobre o assassinato que assombra o PT. CONFIRA

“Parte dos valores pagos a João Vaccari era entregue em espécie por Paulo Afonso a pessoas indicadas por ele, como sua cunhada, ou por intermédio de um doleiro de Salvador, Sr. Luiz Eduardo, que fazia operações de dólar-cabo a partir de sua conta da Suíça, no banco UBS. QUE o doleiro usava um correspondente em São Paulo para efetuar entregas na própria sede do PT em São Paulo.”

Em um dos casos, Paulo Henrique, filho de Paulo Afonso, alugou um avião para entregar propina na sede do PT. Mario Suarez contou que Paulo Henrique optou pelo aluguel por “medo de passar no aeroporto com estes valores”.

Comentários

  • Siviero -

    Vacari tem que ser devolvido ao cárcere pra ontem

  • siqueira -

    Cadê o livro: Bang Bang do caso Celso Daniel ?

  • Jose -

    Esse petista vagabundo tem que voltar a prisão....

Ler 19 comentários