Proposta para militares pode chegar ao Congresso antes do prazo

Rogério Marinho, secretário especial de Previdência, disse ao Estadão que o projeto que muda as regras de inatividade dos militares pode ser enviado ao Congresso antes de 20 de março.

O período de 30 dias estabelecido pelo governo para preparar o projeto havia desagradado os parlamentares.

“A votação do projeto dos militares é mais célere, depende do ritmo que o Congresso quiser dar”, afirmou.

Comentários

  • Arthur -

    Todos sao iguais perante a lei, portanto foi muito tosco "separar" os militares, no tempo e no conteudo, da reforma geral. Funcionarios publicos (JEL) querem "melar" a reforma e o tosco dá "O"

  • Mauro -

    Porque ninguém fala nada de começar pelos políticos, pelo judiciário, pelo legislativo! A reforma vai começar atacando o povo e os militares que defendem o povo! Muito triste assistir este absurd

  • BumbumTamtam -

    Perfeito. Militar brasileiro não tem nada de especial e deve entrar na reforma, já que todos dizem que ela é boa. Só acho que magistrados, promotores e políticos deveriam contribuir mais que todo

Ler 8 comentários