Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Prova do Enem não cita Covid, mas inclui questões sobre minorias

Exame que Bolsonaro disse estar ficando 'com a cara do governo' abordou indígenas e mineradoras e mencionou artistas simpáticos ao PT, como Chico Buarque
Prova do Enem não cita Covid, mas inclui questões sobre minorias
Foto: Daniel Medeiros/O Antagonista

Os alunos que prestaram o Enem (foto) hoje começaram a deixar os seus locais de prova às 15h30 deste primeiro domingo de exame, relata O Globo —o segundo e último dia será o próximo domingo, 28.

O jornal carioca observa que a prova de hoje não abordou assuntos como pandemia da Covid, ditadura militar, temática LGBT ou mudanças climáticas.

Por outro lado, havia questões sobre minorias — pelo menos duas delas eram sobre a situação dos indígenas brasileiros e a relação deles com as mineradoras— e sobre escravidão e racismo.

No último tema, foram citados versos da música “Sinhá”, de Chico Buarque, petista e opositor declarado do governo de Jair Bolsonaro. Gonzaguinha (1945-1991) e Zé Ramalho, autor de “Admirável Gado Novo”, também foram lembrados.

Pelo visto, o Enem ainda não está ficando com “a cara” do governo Bolsonaro, como declarou o presidente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO