PSB aciona Supremo contra censura imposta a professores de Pelotas

PSB aciona Supremo contra censura imposta a professores de Pelotas
Foto: Dorivan Marinho/SCO/STF

O PSB pediu ao Supremo Tribunal Federal que suspenda a censura imposta pelo governo federal a dois professores da Universidade Federal de Pelotas (RS).

A Controladoria-Geral da União acusa os docentes de “manifestação desrespeitosa e de desapreço direcionada ao Presidente da República”.

Em janeiro, os acadêmicos criticaram a atuação de Jair Bolsonaro na escolha do novo reitor da universidade. Segundo os professores, o presidente “tentou dar um golpe na comunidade acadêmica”.

“A universidade é, por definição, um local de livre manifestação de ideias. Instituir censura prévia a professores, delimitando o que podem ou não dizer, é algo gravíssimo”, disse, à Folha, o advogado do PSB Rafael Carneiro.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO