PSD nega convites para vice-liderança do governo Bolsonaro

Sérgio Petecão, senador pelo PSD do Acre, decidiu negar o convite para ser vice-líder do governo no Congresso. A indicação, já publicada no Diário Oficial, havia sido feita por Jair Bolsonaro.

O Antagonista apurou que Petecão atendeu a um pedido do líder do partido no Senado, Otto Alencar, e do presidente da legenda, Gilberto Kassab.

A orientação interna é para que os parlamentares tenham “liberdade” para apoiar as reformas e outros projetos considerados de interesse nacional, mas sem participar formalmente do governo.

O deputado Marx Beltrão, de Alagoas, também foi assim orientado e negou convite para ser vice-líder do governo na Câmara.

LAVA TOGA: A CHANCE INÉDITA DA LAVA JATO. Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 20 comentários
  1. Há de se lembrar, também, que a “orientação” permanente de Kassab, em qualquer governo, é a de meter a mão, roubar, assaltar os cofres públicos. E que ele não passaria em nenhum exame da gom

  2. Acabou o TOMA LÁ – DÁ CÁ. Por isso quase ninguém quer ser líder do governo. Nos tempos de Dilma, Temer e Lula, o PSD era o primeiro a se candidatar a vice-líder ou qualquer outra coisa.

  3. … o antagonista bem que podia melhorar a maneira de comunicar. neste post, recusar me parece muito mais adequado do que negar … enfim … será que estão querendo dar uma dupla interpretação?

  4. Então, ele não NEGOU o convite. Ele RECUSOU o convite. “Negar” um convite significa dizer que ele não foi ou não será feito. “Recusar” um convite significa que ele nao foi ou não será aceit

  5. Se fazendo de difícil para obter alguma vantagem lá na frente. Só aceita se conseguir algum cargo. É o modus operandi desse pessoal do famigerado centrão e da grande maioria dos políticos.