PSL suspende Eduardo Bolsonaro por um ano

O Diretório Nacional do PSL confirmou, no início desta tarde, as punições a 18 deputados da sigla, entre advertências e suspensões das atividades partidárias, registra O Globo.

O atual líder da bancada, Eduardo Bolsonaro, foi um dos que tiveram a maior punição: 12 meses de suspensão. Com a confirmação das funções partidárias suspensas, o filho de Jair Bolsonaro poderá ser destituído da liderança.

Além de Eduardo, Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG) e Daniel Silveira (RJ) também foram suspensos por um ano. Outros 14 deputados tiveram suspensões definidas entre 3 e 10 meses, e quatro foram advertidos.

Comentários

  • Álvaro -

    Coitados do deputados punidos pelo PSL........ e agora??????

  • Esther -

    Os deputados invejosos que ficaram no PSL, querem e conseguiram silenciar todas as vozes que defendem o Bolsonaro. Não perdem por esperar.

  • Jack -

    Só em SP, quase 2 milhões de eleitores trabalhando contra os envolvidos nessa "brincadeira". Pelo país afora, uns 60 milhões trabalhando firmes para derrubar a trairagem. Começa já em 2020.

Ler 63 comentários