PT vai ao Supremo contra terceirização

O deputado Carlos Zarattini, líder do PT na Câmara, afirmou que o partido vai protocolar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF contra a lei da terceirização aprovada quarta-feira pela Casa.

Ontem, um dia depois de a Câmara aprovar o projeto, Eunício Oliveira declarou que o Senado vai votar um novo projeto de terceirização nos próximos dias.

A proposta que será votada pelos senadores já foi votada na Câmara, e é de 2015, mais recente, portanto, do que a aprovada ontem pelos deputados (proposta em 1998).

Caso seja aprovado no Senado, o segundo projeto também seguirá para a sanção do presidente Temer. Ele poderá, inclusive, sancionar e vetar pontos das duas propostas.

Faça o primeiro comentário