PTleaks

Paulo Roberto Costa disse que recebeu 23 milhões de dólares de propina da Odebrecht, mas a remessa dos documentos relativos a esses pagamentos estão sendo barrados pelos advogados da empreiteira na Suiça.

Isso é noticiado no mesmo dia em que o Swissleaks abala o mundo financeiro, expondo as transações clandestinas de reis, traficantes de armas e Phil Collins, numa cadeia de eventos que une o rock progressivo ao partido progressista.

O Brasil precisa urgentemente de um Odebrechtleaks, de um AndradeGutierrezleaks, de Engevixleaks e, sobretudo, de um PTleaks.

Phil Collins é o moch do rock

Faça o primeiro comentário